Ações de telefonia reabrem em alta forte

Os negócios com ações de telefonia reabriram em alta forte. Às 15h27, as ações preferenciais (PN), sem direito a voto, da Telesp registravam alta de 2,41%, cotadas a R$ 33,20 após a reabertura. As preferenciais da Brasil Telecom Participações estavam em alta de 3,99%, para R$ 22,15. Já as ações ordinárias (ON), com direito a voto, da Embratel estavam no patamar de R$ 6,75, em alta de 4,33%, e as preferenciais avançavam 4,83%, em R$ 6,29. As ordinárias da Telemar reverteram a baixa e operam em alta de 0,88%, negociadas a R$ 24,00. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a Anatel tinham decido pela suspensão de negócios com estes papéis. O objetivo era aguardar a divulgação do reajuste de tarifas de telefonia. Segundo o superintendente de mercados intermediários da CVM, Roberto Tadeu Fernandes, era preciso um intervalo de tempo para que aos investidores analisassem as informações.Nova YorkPraticamente todos os American Depositary Receipts (ADRs) de empresas brasileiras de telefonia estão operando em alta na bolsa de valores de Nova York. O ADR é um certificado, emitido por bancos norte-americanos, que representa ações de uma empresa fora dos Estados Unidos.Às 15h10, os papéis da Embratel operavam em alta de 7,62%, negociados em US$ 11,30. No mesmo horário, Telemar subia 3,23% para US$ 11,82 e Telesp Participações avançava 0,88% para US$ 11,40, enquanto Brasil Telecom subia 2,19% para US$ 38,32. Tele Centro Oeste operava inalterada em US$ 5,77. Telemig Celular estava em alta de 1,07%, em US$ 20,85. Telesp Celular subia 0,26% para US$ 3,89.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.