finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Ações do Banespa disparam e favorecem Bovespa

O anúncio da oferta pública para recompra das ações do Banespa pelo Santander é o destaque absoluto do primeiro pregão de 2001 na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). O anúncio feito pelo Banco Santander Central Hispano na noite da última quinta-feira, com prêmio de 58,3%, surpreendeu o mercado. A resposta foi a alta das ações do Banespa, impulsionando também uma alta do Ibovespa - Índice que mede valorização das ações de empresas mais negociadas na Bolsa (veja mais informações no link abaixo). Há pouco, a alta da Bovespa era de 1,93%. O mercado interno sugere uma melhora das perspectivas para o mercado de ações em 2001. Porém, permanecem as preocupações com o ritmo da desaceleração da economia norte-americana e a tendência para o mercado financeiro internacional. Os mercados de câmbio e juros também estão abrindo bem o novo ano. O dólar comercial está cotado a R$ 1,9390 na ponta de venda dos negócios - queda de 0,62% em relação aos últimos negócios de quinta-feira. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 16,660% ao ano, frente a 16,650% ao ano registrados na quinta-feira. A notícia de destaque no cenário internacional no dia de hoje ficou por conta do petróleo, que voltou a subir diante de apostas sobre o corte de produção pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) na reunião deste mês. Na Bolsa de Nova York, o preço do barril do produto subiu US$ 0,22, sendo cotado a US$ 27,02.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.