Ações do Banespa sobem 8,76% na Bolsa

Em um dia de poucos negócios na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), as ações do Banespa destoam. Com alta próxima de 10%, as preferenciais (PN, sem direito a voto) do Banespa movimentaram 30% do volume da Bolsa na primeira parte do pregão. Há pouco, a Bolsa operava em queda de 0,36%Passada a surpresa com o resultado do leilão do Banespa, os analistas consideram a possibilidade de um eventual fechamento de capital com condições não tão desfavoráveis aos minoritários. Outra avaliação é que, para o Banespa, não haveria melhor comprador que o Santander, para quem o banco paulista representa uma estrutura suplementar. Diante disso, as ações dispararam, recuperando parte do terreno perdido antes e logo após o leilão. No início da tarde as preferenciais do banco paulista registravam alta de 8,76%.Situação na Argentina ainda preocupaMais uma vez, preocupa a situação na Argentina, embora já se fale em um pacote de socorro financeiro maior do que o inicialmente previsto para o país vizinho, que poderia somar US$ 30 bilhões, segundo o jornal Clarín. O mercado não digeriu muito bem a notícia de que o governo entrou em acordo com as províncias e liberou gastos sociais, reduzindo assim o corte de despesas para US$ 100 milhões, dos US$ 700 milhões inicialmente acertados com o Fundo Monetário Internacional (FMI).Nesse cenário, o mercado de juros apresenta poucos negócios. Os investidores preferem não tomar posições antes de uma definição mais concreta para o cenário na Argentina. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 18,030% ao ano, frente a 17,900% ao ano registrados na sexta-feira. O dólar está cotado a R$ 1,9630 na ponta de venda dos negócios - alta de 0,20% em relação às operações de sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.