Ações do BB despencam com possível corte de tarifas

As ações do Banco do Brasil despencavam na Bovespa nesta sexta-feira, em meio à expectativa de que a instituição anuncie redução de tarifas de alguns serviços e depois que o Goldman Sachs divulgou relatório reduzindo estimativas de lucro de bancos brasileiros.

Reuters

28 de setembro de 2012 | 10h56

Uma fonte com conhecimento do assunto disse à Reuters que o Banco do Brasil planeja reduzir tarifas de alguns serviços nesta sexta-feira, mas afirmou que a medida terá impacto "simbólico" no resultado do banco.

"O mercado está preocupado com a perspectiva de perda de receita dos bancos, diante dessa pressão do governo para redução de spreads e tarifas", disse Ariovaldo Santos, gerente de renda variável da corretora H.Commcor.

Às 10h39, Banco do Brasil tinha queda de 5,5 por cento, a 24,38 reais, enquanto o Ibovespa perdia 1,25 por cento. Na mínima até o momento, a ação chegou a cair 6,9 por cento, a 24,02 reais --na maior queda intradiária desde abril de 2009.

Os rivais também recuavam. Itaú Unibanco e Bradesco tinham perdas de 3,4 por cento cada e o Santander Brasil tinha baixa de 1,6 por cento.

Contribuía para o mau humor do mercado, relatório de analistas do Goldman Sachs desta sexta-feira, em que reduziram estimativas para lucro por ação de 14 papéis de bancos brasileiros em uma média de 2 por cento nos próximos dois anos, citando crescimento mais lento do crédito e menores margens de ganhos.

(Por Guillermo Parra-Bernal e Danielle Assalve)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSBBACOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.