finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Ações europeias avançam por esperanças de novos estímulos do BCE

As ações europeias fecharam em alta nesta terça-feira, com uma rodada de dados fracos sobre inflação aumentando as chances de o Banco Central Europeu (BCE) adotar novos estímulos para impulsionar a enfraquecida economia da zona do euro.

SUDI, REUTERS

30 de setembro de 2014 | 14h18

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, avançou 0,65 por cento, a 1.380 pontos, enquanto o índice de blue chips da zona do euro Euro STOXX 50 subiu 1,22 por cento para 3.225 pontos.

A inflação na zona do euro desacelerou para 0,3 por cento em setembro, em linha com expectativas do mercado, devido à queda dos preços de alimentos não processados e energia, segundo a primeira estimativa feita pela agência de estatísticas da União Europeia. [nL2N0RV0H4]

A inflação na zona do euro permanece abaixo da meta do BCE --que almeja inflação de perto, mas abaixo de 2 por cento-- enquanto a economia da região fica estagnada. Isso aumenta as chances de o banco central adotar um programa de "quantitative easing" (QE, na sigla em inglês) e comprar títulos de governos para estimular a economia.

"Ao menos os números de inflação não mostraram uma deflação completa e investidores ainda estarão atentos a quaisquer pistas sobre QE na quinta-feira, quando o BCE se reúne", disse o executivo de vendas de ativos europeus da Mirabaud Securities, Rupert Baker.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,36 por cento, a 6.622 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,55 por cento, a 9.474 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 avançou 1,33 por cento, a 4.416 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,78 por cento, a 20.892 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,31 por cento, a 10.825 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,62 por cento, a 5.740 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAMANHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.