Ações europeias despencam; Espanha vê pior queda em 2 anos

A bolsa de Madri registrou nesta sexta-feira sua maior queda diária em dois anos, arrastando consigo o amplo mercado europeu após a região de Valência, fortemente endividada, afirmar que solicitará ajuda financeira ao governo central espanhol, aumentando preocupações sobre a saúde financeira do país e a crise na zona do euro.

Reuters

20 de julho de 2012 | 13h20

Segundo números preliminares, o índice madrilenho Ibex-35 perdeu 5,82 por cento, a 6.246 pontos. Já o índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou em queda de 1,43 por cento, aos 1.049 pontos.

Os yields (rendimentos) dos títulos soberanos da Espanha com prazo de 10 anos atingiram nesta sexta-feira suas máximas históricas, avançando acima do patamar de 7 por cento que os mercados veem como muito caro para ser sustentável.

Nas ações, os investidores correram para realizar lucros em rali no qual o FTSEurofirst 300 acumula ganhos de 10 por cento desde o começo do junho, atingindo sua máxima em 4 meses e meio na quinta-feira. Poucos tiveram interesse em manter suas apostas para o fim de semana ou durante as férias de verão (locais).

Índices de papéis do setor bancário e de seguradoras, que têm a perder com a intensificação da crise da zona do euro, estavam entre os que apresentavam as maiores perdas, após a região espanhola de Valência afirmar que pediria ajuda financeira ao governo central espanhol.

"Há muito pouco (motivo) para interromper uma alta dos bônus espanhóis no momento, e isso é uma grande preocupação... Isso é apenas outra parte de notícias ruins que lembra às pessoas de que o assunto não envolve somente governos, mas também administrações regionais", avaliou o estrategista-chefe de ações do Barclays, Ed Shing.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou com baixa de 1,09 por cento, a 5.651 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX perdeu 1,90 por cento, para 6.630 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve baixa de 2,14 por cento, a 3.193 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib caiu 4,38 por cento, para 13.067 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 recuou 2,14 por cento, para 4.754 pontos.

(Reportagem de Toni Vorobyova)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.