Ações européias fecham em alta por setor bancário e energia

As bolsas de valores européias fecharam em alta nesta terça-feira, à medida que o avanço de ações de bancos e do setor de energia contrabalançaram a queda de papéis do setor automotivo e de farmacêuticas. As ações da Rio Tinto se desvalorizaram após a BHP Billiton ter desistido de fazer uma oferta pela mineradora. O principal índice de ações européias FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,57 por cento, a 833 pontos. O Federal Reserve anunciou um plano para comprar bilhões de dólares em dívidas e ativos ligados a hipotecas, para aliviar o fluxo de crédito para hipotecas, além de empréstimos a estudantes, automóveis e cartões de crédito. "Esta é mais uma de uma série de medidas significativas das últimas semanas --ainda que devagar, elas certamente estão começando a estabilizar a confiança", disse Darren Winder, chefe da área de estratégia e pesquisa do Cazenove. "Mas, fundamentalmente, os mercados estão patinando em altos níveis de volatilidade, e esse padrão continuará." Papéis bancários e do setor de energia foram os que mais somaram pontos ao índice. As ações da Rio Tinto mergulharam 37 por cento após a BHP Billiton ter abandonado sua oferta pelo grupo. Novartis e GlaxoSmithKline recuaram antes de um relatório da União Européia que deve criticar, na sexta-feira, as maiores empresas farmacêuticas européias por práticas anti-competitivas. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,44 por cento, a 4.171 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 0,13 por cento, para 4.560 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 subiu 1,18 por cento, para 3.209 pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em baixa de 0,47 por cento, a 15.406 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,86 por cento, a 8.696 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve alta de 0,21 por cento, a 6.121 pontos. (Reportagem de Sitaraman Shankar)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.