Ações europeias fecham em baixa após Bernanke

As ações europeias fecharam em baixa nesta terça-feira, em um pregão com pequenas negociações, depois que o banco central dos Estados Unidos não deu sinais de que está perto de fazer novas medidas de estímulo monetário para ajudar a fraca recuperação da economia do país.

Reuters

20 de julho de 2012 | 13h26

O chairman do Federal Reserve (banco central dos EUA), Ben Bernanke, disse, novamente, a parlamentares que está pronto para agir e que a recuperação do país estava sendo reprimida por condições financeiras apertadas devido à crise da dívida da zona do euro e a incertezas sobre a política fiscal dos Estados Unidos.

Segundo números preliminares, o índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou em queda de 0,32 por cento, aos 1.040 pontos.

Os mercados acionários subiram nas sessões anteriores com esperanças de que os fracos indicadores norte-americanos, incluindo as vendas no varejo de segunda-feira, iriam fazer o Fed aproximar-se de uma terceira rodada de compras de títulos, uma forma de estímulo conhecido como "quantitative easing" (QE).

"A reação inicial do mercado foi negativa para ativos de riscos, já que agentes do mercado esperavam por mais detalhes", disse o chefe de pesquisas do BNP Paribas Fortis Global Markets, em Bruxelas, Philippe Gijsels.

"No entanto, isso não mudou o consenso de que pode vir um QE. Esse ficará lembrado como o ano da luta entre fracos fundamentos econômicos e a perspectiva de mais flexibilização da política monetária", disse ele.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou com queda de 0,59 por cento, a 5.629 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX ganhou 0,18 por cento, para 6.577 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve ligeira queda de 0,09 por cento, a 3.176 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib caiu 0,94 por cento, para 13.536 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 ganhou 0,40 por cento, a 6.558 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 subiu 0,80 por cento, para 4.850 pontos.

(Reportagem de Atul Prakash)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.