Ações europeias fecham em queda; temores sobre Espanha persistem

As ações europeias caíram nesta terça-feira, estendendo as perdas acentuadas do dia anterior em um pregão volátil, com investidores lidando com temores de que a Espanha possa precisar de um resgate integral e com expectativa de que bancos centrais proverão mais estímulos para ajudar economias em dificuldades.

Reuters

24 de julho de 2012 | 13h59

Segundo números preliminares, o índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou em queda de 0,35 por cento, aos 1.020 pontos. Na segunda-feira, o indicador registrou baixa de 2,4 por cento com aumento das preocupações sobre a Espanha, após notícias indicarem que mais governos regionais poderiam acompanhar Valência em pedidos de ajuda.

O índice madrilenho IBEX 35 perdeu 3,6 por cento, enquanto o FTSE MIB, da bolsa de Milão, recuou 2,7 por cento, atingindo seu menor nível no fechamento desde o lançamento do euro, com muitos vendo a Itália como potencial próximo candidato a resgate.

Os yields (rendimentos) dos títulos de curto prazo da Espanha continuam a subir, invertendo parcialmente a curva, o que é um sinal de que os mercados estão precificando um risco maior de crédito.

"Os yields de curto prazo estão ficando tão altos quanto os de longo prazo, então não há como escapar, e logo vão achar difícil se financiar também no curto prazo", afirmou o diretor e chefe de investimentos na Crossbridge Capital, Manish Singh, que administra mais de 2 bilhões de dólares em ativos.

"E a situação do emprego nos Estados Unidos piorou. Todas essas coisas estão conspirando, e os EUA e a Europa terão de agir", completou.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou com baixa de 0,63 por cento, a 5.499 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX perdeu 0,45 por cento, para 6.390 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve baixa de 0,87 por cento, a 3.074 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib caiu 2,71 por cento, para 12.362 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 caiu 3,58 por cento, a 5.956 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 recuou 2,32 por cento, para 4.485 pontos.

(Reportagem de Tricia Wright)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.