Ações europeias recuam com perdas de KPN e Aggreko

As bolsas europeias caíram nesta segunda-feira, em meio à queda das ações da grupo do setor de telecomunicações KPN e dos papéis da companhia de energia Aggreko, com investidores embolsando lucros perto do fim das negociações de 2012.

Reuters

17 de dezembro de 2012 | 18h08

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou em queda de 0,07 por cento, aos 1.131 pontos. Enquanto isso, o índice de blue chips da zona do euro, o Euro STOXX 50 index, caiu 0,10 por cento para 2.628 pontos.

A queda de 14,9 por cento das ações da KPN, depois que a empresa holandesa cortou o seus dividendos citando altos custos de leilão de frequência no país, atingiu os mercados europeus, arrastando a britânica Vodafone, que teve queda de 1,71 por cento, baixa que tomou o maior número de pontos do índice FTSEurofirst 300.

Enquanto isso, as ações da britânica fornecedora de energia Aggreko caíram 21,69 por cento, depois que preveniu sobre o seu lucro pela segunda vez em dois meses.

As ações europeias caíram apesar de ganhos vistos mais cedo nos mercados acionários norte-americanos, que reagiram de forma positiva aos sinais de progresso sobre um acordo para evitar o abismo fiscal nos Estados Unidos --cerca de 600 bilhões de dólares de aumentos de impostos e cortes de gastos previstos para janeiro que pode empurrar a economia do país para uma recessão.

O diretor de operações da Logic Investments, Darren Easton, disse que comprou ações da Vodafone após o seu declínio, mas irá olhar para vendas de ações antes do final do ano devido à incerteza das negociações sobre o abismo fiscal.

"Eu estou vendendo desde os últimos três ou quatro dias, acreditando que não conseguiremos manter essas altas sem um acordo sobre o abismo fiscal", disse Easton.

"Quanto mais perto chegarmos no final da semana, mas nervosas as pessoas irão ficar e é mais provável que vendam ações no mercado", ele acrescentou.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,16 por cento, a 5.912 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,11 por cento, para 7.604 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 caiu 0,14 por cento, para 3.638 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,61 por cento, para 16.004 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 avançou 0,20 por cento, para 8.040 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em alta de 0,24 por cento, para 5.638 pontos.

(Reportagem de Sudip Kar-Gupta)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.