Ações europeias sobem com expectativa de comunicado menos 'hawkish' do Fed

As ações europeias fecharam em alta após sessão cautelosa diante de expectativas de que o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, possa sinalizar ao final da reunião nesta quarta-feira que continuará a manter as taxas de juros baixas por um período mais longo.

ATUL PRAKASH, REUTERS

17 de setembro de 2014 | 14h17

As ações britânicas, no entanto, tiveram desempenho abaixo da média, uma vez que investidores continuaram nervosos antes do referendo escocês sobre a independência, na quinta-feira. Três pesquisas de opinião mostraram que escoceses que apóiam a permanência no Reino Unido estavam 4 pontos percentuais à frente dos contrários.

O índice britânico de blue chips FTSE 100 fechou em queda de 0,17 por cento, ante uma alta de 0,43 por cento, a 1.385 pontos, do índice FTSEurofirst 300 das principais ações europeias. O índice europeu atingiu mínima de duas semanas na sessão anterior.

A confiança nos mercados europeus foi fortalecida depois que as ações norte-americanas subiram no final da terça-feira devido à notícia do The Wall Street Journal que indicou que o Fed pode ser menos "hawkish" do que os mercados têm esperado, segundo operadores.

No entanto, analistas disseram que o Fed pode começar a preparar os mercados para uma eventual elevação dos juros em algum momento de 2015, e que o comunicado do banco central pode fornecer alguma pista.

"As compras de títulos vão acabar em alguns meses e então eles devem elevar as taxas em algum ponto em meados do ano que vem", disse o estrategista sênior da KBC Asset Management, Ronny Claeys.

"Então eles devem começar a preparar o terreno para isso, e hoje seria uma oportunidade para mudar o texto para indicar que os juros não permanecerão baixos por um longo período de tempo".

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,17 por cento, a 6.780 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 0,3 por cento, a 9.661 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,5 por cento, a 4.431 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,55 por cento, a 21.111 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,01 por cento, a 10.907 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 subiu 0,68 por cento, a 5.857 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.