Ações europeias sobem por projeções fortes para empresas

As principais ações europeias registraram leve alta nesta segunda-feira, com destaque para os setores de energia e mineração, em meio à crescente confiança sobre as projeções para lucros corporativos. Mas as preocupações sobre o Egito pesaram.

REUTERS

31 de janeiro de 2011 | 15h17

O índice FTSEurofirst 300, que mede as principais ações da região, fechou a sessão em alta de 0,13 por cento, a 1.145 pontos.

O índice de gás e petróleo STOXX Europe 600 foi um dos setores que mais se destacou no dia, com ganhos de 1,1 por cento, após a divulgação de lucros melhores que o esperado pela norte-americana Exxon Mobil.

"As notícias vindas dos Estados Unidos são muito boas e o mercado não está preparado para ceder muito. Sete em cada dez companhias estão informando resultados melhores que o esperado e começamos a ver um crescimento nas receitas corporativas", disse o estrategista-chefe da Brewin Dolphin, Mike Lenhoff.

Embora os temores sobre a crise política no Egito tenham se amenizado, seu impacto ainda pesa sobre ações individuais, incluindo os papéis da maior fabricante de cimentos do mundo Lafarge, que caíram 1,8 por cento após a companhia anunciar que irá suspender a produção no país.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,31 por cento, a 5.863 pontos

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,36 por cento, para 7.077 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 avançou 0,08 por cento, para 4.005 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib encerrou em alta de 0,12 por cento, a 22.050 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou valorização de 0,55 por cento, para 10.806 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve variação positiva de 0,92 por cento, para 7.819 pontos. (Reportagem de Harpreet Bhal)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.