Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Ações europeias sobem por voto na Alemanha e dados dos EUA

O principal índice das ações europeias fechou em alta nesta quinta-feira, após dados melhores do que o esperado nos Estados Unidos diminuírem o temor com a desaceleração do crescimento.

REUTERS

29 de setembro de 2011 | 13h26

De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300 subiu 0,56 por cento, para 932 pontos. Apesar da alta, o índice acumula queda de 16 por cento no trimestre, pior desempenho desde o final de 2008.

Números melhores que o previsto sobre auxílio-desemprego e sobre o crescimento da economia dos Estados Unidos deram suporte ao mercado, mas o volume de operações foi pequeno, com pouca convicção dos investidores na compra mesmo no setor de matérias-primas, bastante ligado às perspectivas de crescimento.

As ações do setor financeiro lideraram os ganhos depois que o Parlamento alemão aprovou a ampliação do fundo europeu contra a crise, como proposto em julho. A votação deu um sinal de unidade política no coração da zona do euro.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em queda de 0,4 por cento, a 5.196 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 1,1 por cento, para 5.639 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 subiu 1,07 por cento, para 3.027 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib encerrou em alta de 2,07 por cento, a 15.046 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou valorização de 1,32 por cento, para 8.592 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve alta de 0,66 por cento, para 5.965 pontos.

(Reportagem de Simon Jessop)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.