Ações na Ásia caem com alta no preço dos combustíveis

Os preços do petróleo caíram paraabaixo de 122 dólares o barril nesta quinta-feira, em quedapelo terceiro dia consecutivo com um dólar mais forte e temoressobre a demanda crescendo, depois que a Índia e a Malásiaelevaram os preços dos combustíveis, o que pesou sobre as açõesdo setor. A bolsa da Malásia teve sua maior queda diária em 12semanas, fazendo o índice asiático MSCI cair 0,88 por cento, a132 pontos. "A demanda é a maior preocupação agora", afirmou TetsuEmori, gerente de fundos na Astmax Co, em Tóquio. "Com ospreços internos nesses países emergentes um pouco altos, aspessoas irão reduzir seu consumo e isso é uma preocupação parao mercado." Os preços do petróleo também foram pressionados por umarecuperação no dólar, que tem ganhado força pela crescentevisão de que o Federal Reserve está propenso a elevar as taxasde juros para combater a inflação. O petróleo negociado nos Estados Unidos tinha alta de 0,2por cento, para 122,53 dólares o barril. O índice Nikkei, da bolsa de TÓQUIO, fechou em baixa de0,65 por cento, para 14.341 pontos, derrubado pela fabricantede robôs industriais Fanuc . A bolsa de HONG KONG avançou 0,5 por cento, a 24.255pontos, enquanto em SEUL o fechamento foi praticamente estável,a 1.832 pontos. CINGAPURA caiu 0,29 por cento. Na Austrália, a bolsa de SYDNEY caiu 1 por cento, para5.530 pontos, derrubado por empresas de base como a BHPBilliton e Woodside Petroleum . A bolsa de XANGAI recuou 0,54 por cento e a TAIWAN avançou1,28 por cento. O índice MSCI da região Ásia-Pacífico exceto Japão cedia0,49 por cento, para 471 pontos. "O sentimento do mercado é de nervosismo, com osinvestidores aguardando os resultados de bancos nos EstadosUnidos este mês", apontou Kim Seung-han, analista de mercado naCJ Investment & Securities. "As atenções estão voltadas para aextensão de suas perdas."

KEVIN PLUMBERG, REUTERS

05 de junho de 2008 | 08h06

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAMANHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.