Ações na Europa fecham em forte queda pressionadas por bancos

As ações européias fecharam em fortequeda nesta quarta-feira à medida que novas preocupações sobreo aperto do crédito atingiram o setor bancário. O euro, emrecorde de alta, pesou sobre o preços das ações dos grandesexportadores. Segundo dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300, quereúne as principais ações das empresas européias, caiu 2,35 porcento, para 1.445 pontos. Os bancos foram os maiores perdedores, puxados pela fortequeda do Société Générale que desvalorizou 7 por cento, suamaior queda em um único dia em 5 anos, após ter suas açõesrebaixadas por uma corretora. O índice europeu acumula queda de 2,6 por cento neste anofrente a um ganho de 15 por cento no mesmo período em 2006, porconta das preocupações persistentes sobre a exposição dosbancos à crise do mercado hipotecário. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em queda de 2,5por cento, a 6.070 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 1,47 por cento, para7.518 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 caiu 2,28 por cento, para 5.381pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em baixa de 1,94 porcento, a 28.639 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou desvalorização de 2,14por cento, para 15.364 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve baixa de 1,19 por cento,para 12.731 pontos. (Por Amanda Cooper)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.