Ações: Unibanco recomenda CSN

O Unibanco reiterou a recomendação de compra para as ações da CSN, com preço-alvo de R$ 80,00 por mil ações, sem definir prazo para que esse patamar seja atingido. No relatório divulgado na última sexta-feira, a analista Katia Brollo disse que a concentração das vendas da companhia no mercado doméstico, cujas perspectivas para 2001 são boas, será positivo para a CSN. Ela lembrou que o início das operações da Galvasud e Cisa melhorará as vendas. Além disso, a entrada em operação da Usina de Itá permitirá uma redução dos custos. A empresa reiterou sua perspectiva de desempenho crescente de vendas e de Ebitda - sigla inglesa que significa rendimento da empresa sem considerar os juros, impostos, amortizações e depreciações - para 2001. A CSN espera um aumento de 8% a 9% no consumo nacional. A analista afirmou que, embora a CSN não tenha definido se irá distribuir dividendos com o descruzamento de participações da Vale, os acionistas não sairão perdendo. Mesmo que não ocorra distribuição de dividendo, os recursos poderão ser usados para reduzir o endividamento da empresa ou aumentar a capacidade de investimentos em novos projetos. Segundo a analista, a empresa acredita na recuperação dos preços no mercado externo e a manutenção deles no mercado interno, principalmente no setor de laminados. Ela voltou a afirmar que os resultados da companhia no terceiro trimestre ficaram abaixo do esperado, no entanto, a expectativa de crescimento das vendas para o próximo ano reforçam a recomendação de compra para o papel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.