Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

'Mesmo com pandemia, mercado imobiliário não parou e se recupera há três meses', diz Doria

Governador de São Paulo participou da abertura do Summit Imobiliário, que discute os desafios para o setor; acompanhe o evento, até as 18h, no YouTube do Estadão

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de outubro de 2020 | 12h05

O governador do Estado de São Paulo, João Doria, destacou nesta segunda-feira, 5, durante evento de abertura do Summit Imobiliário 2020, a resiliência do mercado imobiliário mesmo em meio à pandemia de covid-19. “O setor (imobiliário) não fica parado, é muito ativo, criativo. Sempre busca alternativas, se reinventa, busca inovação. Há três meses vem se recuperando, com novos empreendimentos, e iniciativas brilhantes”, afirmou. O evento, realizado pelo Estadão em parceria com o Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), discute os principais caminhos para o desenvolvimento sustentável do setor imobiliário

Participam do evento, entre outros convidados, os colunistas do Estadão Celso Ming e Zeina Latif, de Economia, e Eliane Cantanhêde, de Política. É possível acompanhar todos os painéis e discussões que estão sendo realizados no YouTube do Estadãoneste link

Doria afirmou que, depois que a vacina contra a covid-19 chegar, o setor tende a crescer ainda mais. "Conseguimos apoiar a construção civil, mais de 50 mil empregos gerados neste ano, com pandemia e recessão. Imagine depois da vacina, com a pandemia sendo ultrapassada", disse.

O diretor-presidente do Grupo Estado, Francisco Mesquita Neto, afirmou, em seu discurso, que o setor imobiliário é a alavanca do País. “Dados não deixam dúvidas. Pesquisa recente da FGV indica retomada do setor. O índice de confiança da construção subiu. Há muito trabalho pela frente, ainda mais em uma área tão diversificada”, disse. “Temas como financiamentos e políticas públicas continuam mais importantes que nunca.” 

O presidente do Secovi-SP, Basílio Jafet, destacou também a capacidade de adaptação das empresas do mercado de imóveis de São Paulo. “Continuaram produzindo e serviram de exemplo nacional. Assim que fomos autorizados a abrir stands de propaganda e unidades de visitação, seguindo protocolos, voltamos a vender”, disse. “A casa sempre foi valor, agora, ainda mais, é porto seguro.”

A programação completa do evento pode ser conferida neste link. O Summit Imobiliário 2020 ocorre até as 18h desta segunda-feira.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.