Acordo beneficia passageiro que pagou BRA com cartão

Passageiros da BRA que compraram bilhetes com cartão de crédito e ainda não viajaram poderão pedir o cancelamento da compra e o estorno da cobrança diretamente à administradora do cartão. O pagamento será automaticamente suspenso. O acordo foi fechado hoje à noite entre a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito (ABECS), a Febraban e o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), do Ministério da Justiça, em uma reunião em Brasília. A medida começa a valer a partir da segunda-feira, segundo informou a assessoria do DPDC.Caso o passageiro já tenha pago a fatura do cartão, sem ter conseguido voar, no entanto, a coisa será mais complicada. A Mastercard informou que vai fazer a devolução depois de analisar o processo - independentemente do crédito ter sido realizado ou não pela BRA. É uma garantia ao consumidor. Já a American Express condiciona o reembolso à análise "caso a caso", depois de consultada a BRA. O representante da bandeira Visa não conseguiu chegar a tempo para a reunião, mas, segundo o DPDC, a empresa se comprometeu a acatar o acordo fechado pela ABECS.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.