Acordo BM&F-Bovespa está perto de ser levado a acionistas--fonte

As negociações entre a Bolsa deMercadorias & Futuros e a Bovespa Holding avançaram bastante eo modelo de integração está prestes a ser apresentado aoconselho das duas instituições, segundo uma fonte próxima àsconversas. "Está bem quente", comentou a fonte, que pediu para não seridentificada, lembrando que o passo seguinte será levar aproposta à assembléia de acionistas. As duas instituições anunciaram no final de fevereiro oinício das conversas que podem levar à criação de uma das cincomaiores bolsas de valores do mundo, além de dar força para quebusquem uma consolidação do mercado na América Latina. Em apresentação dos resultados de 2007 a analistas einvestidores nesta segunda-feira, o diretor-geral da BM&F,Edemir Pinto, mostrou entusiasmo com o ritmo das negociaçõescom a Bovespa. "Os entendimentos estão indo muito bem, eu e Mifano(Gilberto Mifano, diretor-geral da Bovespa) estamosentusiasmados", disse na reunião da Associação dos Analistas eProfissionais de Investimento do Mercado de Capitais (Apimec). "O prazo (para as conversas exclusivas) vai até 18 deabril, mas nossos esforços são para o mais cedo possível chegara um modelo de entendimento." Questionado se não teme algum obstáculo ao negócio porórgãos de defesa da concorrência, Edemir Pinto destacou que nãohá sobreposição na lista de serviços e produtos oferecidospelas duas bolsas. "Estamos com todo o cuidado desenhando ummodelo sem risco, que atenda os órgãos de regulação e desupervisão do mercado." Para Henrique Campos, diretor da BDO Trevisan eespecialista em mercado de capitais, a sinergia decorrente donegócio poderá tornar as bolsas brasileiras uma "âncora" daregião. "Certamente haverá um ganho de escala fortíssimo", avaliou."E, embora tenha várias opções de modelo para o negócio, umatroca de ações parece ser a mais palatável." Às 12h45, as ações da BM&F avançavam 4 por cento, a 15,29reais, e as da Bovespa subiam 4,3 por cento, enquanto oprincipal índice da bolsa paulista registrava valorização de2,6 por cento. Nesses níveis, os papéis da BM&F acumulam queda de 23,5 porcento frente à estréia enquanto os da Bovespa têm alta de 3,9por cento no mesmo tipo de comparação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.