finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Acordo com Bolívia não inclui novos investimentos

Não há nenhum compromisso da Petrobras em realizar novos investimentos na Bolívia. O anúncio foi feito pelo presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, na tarde desta terça-feira. "Não há uma linha no novo contrato assinado com o governo boliviano que tenha compromissos de novos investimentos, que não para garantir a manutenção da produção", disse.Segundo ele, entretanto, o novo contrato cria "uma situação regulatória estável" para que os projetos de investimentos na Bolívia possam voltar a ser analisados. "Depois que o contrato for validado no Congresso Nacional Boliviano podemos voltar a estudar, caso a caso, cada investimento, cada projeto que havia sido feito. Mas, por enquanto, nada está sendo pensado nesta linha", afirmou.Gabrielli destacou ainda que o contrato assinado com a Bolívia a respeito de suas atividades de exploração e produção no país pode ser questionado futuramente em arbitragem internacional. Essa possibilidade ainda estaria válida tanto via Câmara de Comércio Internacional quanto por meio do acordo existente entre Bolívia e Holanda, país sede da holding Petrobras Internacional, proprietária dos ativos da estatal em território boliviano."Não estamos dizendo que vamos recorrer a essa arbitragem, porque estamos satisfeitos com o acordo e não é este o caso agora. Mas estou apenas corrigindo informação que eu mesmo havia dado no domingo, quando disse que a assinatura do contrato inviabilizaria a apresentação de recursos", explicou Gabrielli.

Agencia Estado,

31 de outubro de 2006 | 17h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.