Acordo com Interbrew não altera planos da Ambev para o Peru

O acordo entre a AmBev e a Interbrew não vai alterar os planos da cervejaria brasileira para o mercado peruano, disse o diretor geral da AmBev no Peru, Carlos Bembhy. Ele indicou que discorda dos analistas que consideram que o acordo com a companhia belga vai desacelerar as novas operações da AmBev na região andina. "A estratégia de penetração no mercado peruano não será modificada", disse Bembhy ao jornal El Peruano. "Nós temos um compromisso de longo prazo", acrescentou. A AmBev está no processo de construir uma unidade de US$ 40 milhões no Peru, que deverá entrar em operações em meados de 2004. No fim do ano passado, a empresa brasileira também comprou uma rede de distribuição para a capital e o norte do Peru. Segundo analistas, a AmBev terá dificuldades para enfrentar o monopólio de produção da Union de Cervecerias Peruanas Backus & Johnstan SAA, ou Backus, que é controlado pela Bavaria SA, da Colômbia. As informações são da agência Dow Jones.Para ler mais: Ações da Ambev despencam e Bolsa fecha em alta de 0,48% Associação de minoritários terá reunião com Ambev Acordo com Interbrew não é favorável a minoritário da AmbevInterbrew fecha em alta de 2,61% na Bolsa de BruxelasAmbev terá gestão compartilhada, mas Interbrew detém controle Fusão AmBev/Interbrew é destaque na EuropaAmBev tem lucro líquido de R$ 1,411 bilhões em 2003AmBev não está sendo comprada, diz InterBrewLucro da Interbrew subiu 9,1% em 2003, abaixo do esperadoAções da Interbrew caem 5,35% com anúncio de acordoAmbev e Interbrew anunciam termos de troca de açõesAmbev admite vazamento de informações sobre fusãoAmbev será investigada por uso de informação privilegiadaAmBev anuncia que negocia várias operações com InterbrewNegociação AmBev-Interbrew derruba ações na Bélgica

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.