Acordo de US$ 10 bi é ?sugestão da imprensa?, afirma Palocci

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, disse hoje que o valor de US$ 10 bilhões mencionado pela imprensa para um possível acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) é só "uma sugestão da imprensa". Segundo ele, "o país não precisa de recursos novos e não existe um valor fechado sobre de quanto seria esse acordo". Palocci reforçou a idéia de que um acordo com o FMI neste momento seria apenas um acordo preventivo. Ele acredita que o acordo deve ser assinado até o fim do mês ou início de novembro. O ministro disse, sobre o superávit fiscal, que não está nos planos do governo reduzir as metas (do superávit). ?Não há problema algum com os americanos?, disse Palocci em relação à pressão que o governo dos EUA estaria fazendo sobre um novo acordo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.