Acordo entre Argentina e FMI pode sair em novembro

O porta-voz do Fundo Monetário Internacional (FMI), Thomas Dawson, afirmou hoje em Washington que o acordo entre o organismo e a Argentina poderá sair no início de novembro. Segundo Dawson, o acordo "dependerá das políticas fiscal, monetária e outras do setor econômico, que ajudarão a restaurar a estabilidade no país". Ele disse que a Argentina e o FMI continuam as discussões por um pacto de ajuda financeira de forma "extensa e intensa", mas considerou de "vital" importância que a Argentina tenha "um plano econômico sustentável". Dawson reconheceu que a Argentina é um dos casos mais difíceis já enfrentados pelo FMI. As negociações entre o governo argentino e o Fundo já duram 10 meses, informou o site Ámbito Financiero.

Agencia Estado,

24 de outubro de 2002 | 14h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.