Acordo entre Argentina e FMI será anunciado sexta-feira, diz Blejer

O ex-presidente do Banco Central argentino, Mario Blejer, afirmou hoje que "na sexta-feira à tarde" será feito o anúncio de que o Fundo Monetário Internacional (FMI) chegou a um acordo com a Argentina. No entanto, segundo ele, uma nova missão do FMI terá de ir para Buenos Aires amarrar os detalhes da negociação, embora "na prática" o acordo estará assinado na próxima sexta. "Creio que estão na última etapa de negociação. Eu diria que embora não haja consenso em todos os pontos, há concordância sobre a necessidade de fechar o acordo", disse Blejer à rádio Rivadávia, de Buenos Aires, durante uma entrevista em Washington.O ex-presidente do BC acredita que o valor do dólar está alto. "Se o BC deixasse de intervir no mercado, a cotação da moeda baixaria", disse. No entanto, Blejer afirmou que se o Banco Central decidir adotar esta medida seria perigoso. ?A Argentina está endividada, tem que recompor suas reservas e temos uma série de problemas terrivelmente complicados", declarou. Entre esses obstáculos, Blejer citou as dívidas do setor privado, dizendo que "é prudente do ponto de vista do país ir acumulando reservas para poder fazer frente a todos os problemas que se aproximam".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.