Acordo estimulará importação de máquinas

A Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) e a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) assinaram nesta quinta-feira convênio para estimular as exportações do setor. O projeto prevê a participação de 101 empresas e visa o aumento de até 10% das vendas externas, que devem saltar de US$ 139,8 milhões para US$ 153,7 milhões, de acordo com os dados da Apex. Os mercados-alvo escolhidos para a realização de ações de promoção são Colômbia, Equador, México, Estados Unidos, Itália e Argentina.Segundo informações divulgadas pela agência, serão beneficiados fabricantes de máquinas-ferramenta, agrícolas e gráficas, e câmaras setoriais ligadas aos fabricantes de equipamentos para a indústria do petróleo. As duas entidades já investiram em conjunto cerca de R$ 35,5 milhões nos últimos seis anos em projetos em comum e, segundo dados da Abimaq, as exportações do setor saltaram de US$ 3,5 bilhões para US$ 8,5 bilhões.O setor de máquinas e equipamentos ocupa a segunda posição no ranking dos principais exportadores industriais brasileiros. De acordo com informações da Apex, 62% das exportações de máquinas e equipamentos são destinadas ao continente americano. "Nossa meta é ampliar as exportações para outros mercados e, por isso, firmamos mais um convênio com a Abimaq, que receberá US$ 7,8 milhões", afirmou o presidente da Apex, Juan Quirós.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.