Acordo operacional com a Varig beneficiou mais a TAM

O balanço sobre o transporte aéreo em janeiro, divulgado nesta terça-feira pelo Departamento de Aviação Civil (DAC), mostra que a TAM foi mais beneficiada pelo acordo operacional iniciado em março do ano passado do que o Grupo Varig. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a taxa de ocupação da TAM cresceu 28%, avançando de 50% para 64%. Já a taxa da Varig subiu, mas em menor proporção: foi de 59% para 66% ? um crescimento de 12%.No último mês de janeiro, a fatia de mercado da TAM já estava em 33,87%, praticamente um ponto porcentual acima do mesmo período do ano passado, um mês antes do anúncio da associação com a antigaconcorrente. No caso da Varig, ocorreu o inverso. Em janeiro do ano passado, a empresa detinha 36,07% do mercado, fatia que encolheu para 29,73%. A devolução de jatos da companhia foi um dos motivos que levou à redução da fatia de mercado.O maior crescimento de participação ficou por conta da Gol. A empresa chegou a 79% de ocupação média nos vôos domésticos em janeiro, patamar considerado elevado no setor. Para efeito de comparação, em janeiro do ano passado a empresa novata tinha 16,65% do mercado. Em janeiro, a fatia de mercado da Gol equivalia a quase 80% do tamanho da Varig.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.