Acordo orçamentário da UE amplia divisão em coalizão de Hollande

O governo do presidente da França, François Hollande, exigiu nesta segunda-feira de seus aliados Verdes que se alinhem à política da União Europeia, depois que o partido ecologista afirmou que iria se opor ao acordo de disciplina orçamentária do bloco a ser votado internamente no próximo mês.

Reuters

24 de setembro de 2012 | 19h41

O pacto deve ser aprovado com os votos dos socialistas de Hollande e da direita, mas o movimento dos Verdes representa o desafio mais aberto para a autoridade do presidente dentro da coalizão, enquanto seus índices de popularidade despencam.

Embora não seja partidário de um acordo de austeridade com a UE criado durante o mandato de seu antecessor, o conservador Nicolas Sarkozy, Hollande apoia o plano para retomar o equilíbrio orçamentário como um passo necessário para aliviar a crise da dívida soberana da zona do euro.

"Estou convocando todos os membros (dos Verdes) para que mostrem alguma coerência e, francamente, solidariedade", afirmou a porta-voz do governo, Najat Vallaud-Belkacem.

(Reportagem de Mark John)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROFRANCAORCAMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.