Acordo Paraguai-Taiwan impede união Mercosul-China

O governo da China afirmou hoje que será "impossível" fechar um acordo comercial com o Mercosul se o Paraguai insistir em manter relações diplomáticas com Taiwan, considerada por Pequim como uma província rebelde. Em Genebra, o embaixador da China para a Organização Mundial do Comércio (OMC), Sun Zhenyu, disse hoje que não aceitará estabelecer um tratado com o bloco formado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai nessas condições. "Aceitamos que países mantenham relações informais (com Taiwan), mas não uma relação formal", afirmou. A iniciativa do Brasil e da Argentina em negociar um acordo de preferências tarifárias com a China será um dos temas da reunião de Cúpula do Mercosul em Porto Iguazú, nesta quarta-feira. O Paraguai é um dos poucos países latino-americanos que mantém relações diplomáticas com os taiwaneses. Neste mês, ministros de Taiwan irão à Assunção debater um eventual acordo comercial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.