finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Acrefi: juros para o consumidor podem subir

A alta da taxa básica de juros (Selic), de 16,75% para 18,25% ao ano, decidida hoje pelo Comitê de Política Monetária (Copom), é mais um fator negativo para o segmento de crédito ao consumidor no Brasil. A decisão do Comitê, aliada à alta da inadimplência, uma possível retração da economia e incertezas internacionais em patamares recordes, deve ter impacto sobre as taxas de juros ao consumidor e volume do crédito ofertado por instituições que operam as carteiras de crédito, financiamento e investimento. O presidente da Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), Henrique Pereira, prevê que nos próximos dois meses o cenário deve continuar muito negativo, o que pode provocar um aumento das taxas de juros para o consumidor. "Só depois deste prazo será possível ter uma visão mais clara do cenário. Caso as incertezas diminuam, as taxas podem voltar a cair no final do ano", avalia.Em relação ao volume de crédito disponível, o presidente da Acrefi prevê uma retração da carteiras de crédito das instituições. Segundo ele, no início do ano, a perspectiva era de crescimento de 35% a 40% do total das carteiras. "Com o cenário incerto, esta possibilidade de aumento foi reduzida para 20%", revela. Hoje, o total de crédito oferecido pelas instituições fica em torno de R$ 35 bilhões.Orientação ao consumidorSegundo Pereira, o momento instável deveria provocar uma reavaliação também por parte das pessoas que pretendem tomar crédito neste momento. "O brasileiro mantém a cultura inflacionária, ou seja, para comprar hoje, ele faz qualquer negócio, assumindo financiamento com juros elevados e em longo prazo", explica. Ele lembra que, caso o brasileiro mudasse esta postura, os índices de inadimplência também seriam favorecidos, já que o tomador de crédito seria mais criterioso.Associação promove encontroComeça amanhã e vai até domingo o XXIV Encontro Nacional das Instituições de Crédito Financiamento e Investimento, promovido pela Acrefi. O evento acontece em Campos do Jordão (SP) e vai reunir aproximadamente 250 executivos do setor. O objetivo do Encontro, segundo o presidente da Acrefi, é formular uma agenda de atividades para as instituições que operam no segmento de crédito ao consumidor.

Agencia Estado,

20 de junho de 2001 | 23h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.