ACSP anuncia participação de entidades em ato contra impostos

A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) anunciou hoje que já registra a adesão de mais de 100 entidades representativas do setor de serviços para o protesto contra a Medida Provisória 232, que aumentou a base de cálculo da Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) e do Imposto de Renda retido na fonte para os prestadores de serviços que optarem por pagar com base no lucro presumido. O ato está marcado para o dia 15 de fevereiro, às 10h30, em frente ao Clube Espéria, na capital paulista.Líder do movimento denominado Frente Brasileira Contra MP 232, a ACSP informou que estarão presentes no ato o presidente da entidade, Guilherme Afif Domingos, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - Secção São Paulo (OAB-SP), Flávio Luiz Borges DUrso, o presidente do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento (Sescon), Antonio Marangon e o presidente do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), Gilberto Luiz do Amaral. A ACSP conta ainda com o apoio da Força Sindical, da Associação Médica Brasileira (AMB), entre outras entidades.De acordo com a ACSP, durante o protesto, os representantes das entidades representativas assinarão um manifesto contra a MP 232, que será levado a deputados federais e senadores nesta quinta-feira (17). O movimento prepara ainda uma cartilha que será entregue aos novos presidentes à Câmara dos Deputados e ao Senado Federal, sobre os reflexos econômicos e sociais que a MP 232 trará ao País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.