ACSP: cresce número de indicadores de vendas

As consultas ao Sistema Central de Proteção ao Crédito (SCPC) sobre vendas a prazo tiveram crescimento de 14,8% no primeiro trimestre deste ano na cidade de São Paulo em comparação com o mesmo período de 2000. Em março, em relação ao mesmo mês do ano passado, as consultas aumentaram 14,2%, de acordo com balanço divulgado hoje pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP). O número de consultas sobre vendas à vista, pelo sistema Telecheque, apresentou alta de 6,4% no primeiro trimestre de 2001 em relação ao ano passado. Em março, na comparação com o mesmo mês de 2000, o número de consultas cresceu 10,4%. Na comparação com fevereiro desse ano, o aumento foi de 15,1%. O número de registros recebidos de carnês em atraso, segundo dados preliminares, aumentou 26,3% no primeiro trimestre deste ano. De acordo com os dados, o número de registros recebidos, na comparação com março de 2000, cresceu 18,8% e 22,9% ante fevereiro deste ano.Falências e concordatasAs falências requeridas, no trimestre de 2001, caíram 27,1% e as concordatas, 25%. Segundo a ACSP, as falências requeridas tiveram queda de 28,9% sobre março de 2000 e alta de 6,7% em relação a fevereiro de 2001. As concordatas requeridas aumentaram 12,5% em março em relação ao mesmo período do ano passado, e 350% na comparação com fevereiro de 2001.

Agencia Estado,

02 de abril de 2001 | 13h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.