ACSP: crescem as vendas à vista e a prazo

A primeira quinzena de fevereiro foi positiva para o comércio varejista de São Paulo, tanto nas vendas à vista como a prazo. De acordo com balanço divulgado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP), as consultas ao Sistema Central de Proteção ao Crédito, que medem as vendas a prazo, somaram 810.652 entre os dias 1º e 15 do mês. O número foi 24,8% superior ao registrado em igual período do ano passado e 16,6% maior que o da primeira quinzena de janeiro. No serviço TeleCheque, termômetro de vendas à vista, houve registro de 807.231 consultas, com alta de 9,1% em relação à primeira quinzena de fevereiro e de 23,6% ante os 15 dias iniciais de janeiro passado. O presidente da ACSP, Alencar Burti, comenta que entre os fatores que explicam o crescimento das vendas estão a expansão de crédito e a queda dos juros ao consumidor. Ele prevê que a alta deve se manter até o final do mês, porém em patamares mais modestos, devido ao feriado prolongado de carnaval.Inadimplência A inadimplência, medida pelo número de registros recebidos pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP), caiu 2,9% nos primeiros 15 dias de fevereiro em relação a fevereiro de 2000. Na comparação com janeiro, o número de nomes que entraram no SCPC subiu 0,5%. "Tudo indica que a inadimplência em fevereiro fechará em queda", diz Alencar Burti, presidente da ACSP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.