ACSP prevê crescimento de até 8% nas vendas em 2010

As vendas no varejo, medidas pelas consultas ao Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), devem crescer entre 7% e 8% em 2010 na comparação com 2009, de acordo com a Associação Comercial de São Paulo (ACSP). O economista da ACSP, Marcel Solimeo, explica que a análise leva em consideração um aumento de 5% do Produto Interno Bruto (PIB). "O varejo deverá crescer dois ou três pontos acima do PIB em 2010", afirmou.

RODRIGO PETRY, Agencia Estado

16 de dezembro de 2009 | 15h04

As vendas à vista devem encerrar 2009 com alta de 1,2%, enquanto as da modalidade a prazo apresentam queda de 9%, mas em 2010 é esperado crescimento nas duas modalidades. "Com a manutenção da atual taxa de juros e da disponibilidade de crédito teremos uma recuperação das vendas a prazo, as mais afetadas pela crise", disse.

O economista destacou que nem mesmo um provável aumento da taxa Selic deverá afetar as vendas a prazo. "Teremos um 2010 muito parecido com o que estamos encerrando este ano", afirmou. Na primeira quinzena de dezembro, as vendas a prazo cresceram 3,8% em relação ao mesmo período de 2008, e na comparação com a primeira quinzena de novembro a alta foi de 37,4%. Já as vendas à vista cresceram 8,2% na primeira quinzena de dezembro ante igual período do ano passado. Em relação à primeira quinzena de novembro, a alta foi de 42,6%.

Tudo o que sabemos sobre:
vendasACSPvarejo2010

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.