Açúcar dispara como alternativa ao petróleo

Os preços internacionais do açúcar tipo demerara dispararam pelo segundo dia seguido, ontem, e atingiram o maior nível em duas semanas. De olho nas perspectivas favoráveis para o etanol de cana, fundos e especuladores voltaram a comprar futuros da commodity como alternativa aos contratos de petróleo, enfraquecidos após as últimas quedas e com maior custo operacional. Na Bolsa de Nova York (ICE Futures US), o açúcar para entrega em outubro fechou em alta de 4,52%, cotado a 13,40 cents/lb.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.