Açúcar fecha em alta em NY por chuvas no Brasil; café cai

Confira a seguir como fecharam os negócios com contratos futuros de açúcar bruto e café arábica na bolsa de Nova York (ICE USA) nesta segunda-feira:

Reuters

24 de setembro de 2012 | 16h54

AÇÚCAR

Os futuros do açúcar bruto contrariaram a tendência de fraqueza do dia e ficaram firmes nesta segunda-feira, apoiados por chuvas nas regiões produtoras do Brasil, maior produtor mundial da commodity, em meio à aproximação do vencimento o contrato spot.

O outubro do açúcar, que deve expirar no final da semana, terminou o dia com ganhos de 0,12 centavo, cotado a 19,50 centavos de dólar por libra-peso.

O contrato março, o mais ativo, registrou ganhos de 1 por cento, para fechar a 20,27 centavos por libra-peso.

O mercado subiu pela terceira sessão seguida, com as chuvas atrasando a colheita no Brasil, disseram traders.

Em Londres, o contrato spot dezembro foi o mais negociado e ganhou 6,5 dólares, terminando a sessão a 567,4 dólares por tonelada.

CAFÉ

O café arábica conseguiu reduzir parte das perdas que sofreu nesta segunda-feira, mas não o suficiente para terminar o dia em alta, disseram traders.

O contrato referência do arábica perdeu 0,6 por cento e fechou a 1,7230 dólar por libra-peso, após atingir a mínima intradia de duas semanas de 1,6765 dólar.

O mercado foi pressionado pelo fraco complexo das commodities, com o índice Reuters/Jefferies CRB apresentando queda de 1,25 por cento, para uma mínima intradia de 305,11, a mais baixa desde 20 de agosto.

Em Londres, os futuros do contrato novembro registram queda de 1 dólar, cotado a 2.082 dólares por tonelada.

(Reportagem de Marcy Nicholson)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSFECHANYSOFTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.