Acusada de concorrêncial desleal, Coca-Cola será investigada

A Secretaria de Direito Econômico (SDE), vai instaurarprocesso administrativo contra a Coca-Cola para investigar denúncias da fabricante nacional de refrigerantes Dolly de concorrência desleal eabuso do poder econômico. De acordo com o secretário Daniel Goldberg, um dos motivos para a abertura do caso é oferecer à multinacional a possibilidade de defesa. Segundo Goldberg, a empresa brasileira deu publicidade ao caso em uma fase do processo que deveria ser sigilosa e por isso a Coca-Cola tem o direito de apresentar sua defesa, mesmo que não haja nenhum indício de práticas desleais. O presidente da fabricante nacional, Laerte Codonho, esteve na SDE para entregar novos documentos que, segundo ele, comprovariam as práticas ilegais cometidas pela Coca-Cola.Segundo Goldberg, a Dolly ainda não entregou todos os documentospedidos pela SDE. ?O que o presidente da Dolly me disse é que eles já têm tudo e trarão aqui até o final da semana que vem?, relatouGoldberg. A Dolly tinha prazo até 12 deste mês para entregar osdocumentos mas pediu prorrogação do limite por mais 30 dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.