Acusada de sonegação, Baby Beef demitirá 300 empregados

O Frigorífico Baby Beef, de Andradina (SP), na divisa com Mato Grosso do Sul, deu aviso prévio a todos seus 330 funcionários. Os abates - cerca de 600 reses/dia - foram suspensos totalmente e a maioria dos trabalhadores aguardam a demissão em casa. O frigorífico, que fornecia carne para supermercados e açougues do Estado de São Paulo e tinha projeto de ampliar seu parque e contratar outros 250 trabalhadores para entrar no mercado externo, é mais uma das 172 empresas do setor flagradas pela Receita Federal e Polícia Federal, acusadas de sonegar R$ 1 bilhão nos últimos cinco anos. Um dos maiores empregadores de Andradina, o Baby Beef deverá encerrar as atividades a partir de novembro. Na semana passada, o curtume de Monte Aprazível, também da lista da PF, demitiu cerca de 150 trabalhadores. Seu proprietário, Alfeu Mozaquatro é considerado pela PF com um dos líderes da quadrilha de sonegadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.