Adidas registra vendas recordes, mas lucro cai 20%

A fabricante de equipamentos esportivos Adidas-Salomon divulgou que suas vendas cresceram 9%, para um total recorde de 5,8 bilhões de euros (US$ 5,46 bi) no ano passado, refletindo o forte desempenho da empresa em todas as regiões do mercado, com exceção da América do Norte. O resultado, apesar de ser preliminar, superou as estimativas do mercado, que giravam entre 5,2 bilhões e 5,7 bilhões de euros. A despeito do aumento das vendas, o lucro líquido do grupo caiu 20%, para 182 milhões de euros, mas ficou de acordo com os prognósticos anteriores da companhia. O lucro por ação ficou em 4,01 euros, também 20% inferior ao reportado em 1999. O lucro pré-imposto da Adidas-Salomon foi de 347 milhões de euros em 2000, 13% abaixo do apurado no exercício anterior, devido aos custos operacionais mais elevados de seu programa de eficiência e dos gastos com marketing por ocasião dos Jogos Olímpicos e do Campeonato Europeu de Futebol 2000. Apesar dos números positivos, as ações da empresa caíam 4,2% na Bolsa de Frankfurt. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.