ADRs brasileiros negociados em Nova York avançam

Papéis se descolam das bolsas norte-americanas, que oscilam influenciadas por leve desaceleração do PIB dos EUA no segundo trimestre

Álvaro Campos, da Agência Estado,

30 de julho de 2010 | 13h22

Os ADRs brasileiros negociados em Nova York sobem, descolando-se das bolsas norte-americanas, que oscilam influenciadas por uma queda menor do que a esperada no sentimento do consumidor e por uma leve desaceleração do PIB dos EUA no segundo trimestre. Às 13h19 (de Brasília) o índice Dow Jones Brazil Titans 20 avançava 280,83 pontos, ou 0,88%, para 32.863,75 pontos.

Um dos melhores desempenhos do dia era o dos papéis da BRF Brasil Foods, que subiam 3,34%, para US$ 13,91. A Telesp Par tinha alta de 3,50%,a US$ 22,15. A Embraer ganhava 3,25%, a US$ 26,02.

A Eletrobras registrava avanço de 2,69%, a US$ 15,67 nos recibos ON; os recibos PN da empresa subiam 2,34%, para US$ 13,14. Com a oferta de três novas hidrelétricas, o governo federal realiza hoje o primeiro leilão de energia nova de 2010, do qual a Eletrobras deve participar.

No território negativo, a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) caía 1,35%, a US$ 16,83. A Gerdau tinha queda de 0,41%, a US$ 14,66. O Pão de Açúcar perdia 0,75%, a US$ 65,97.

Entre os ADRs que mais pesam na composição do índice, a Petrobras ON subia 0,87%, para US$ 35,93; os papéis PN da estatal registravam ganho de 0,70%, a US$ 31,66. A Vale ON tinha alta de 1,56%, a US$ 27,99; a Vale PN subia 1,08%, para US$ 24,37. O Itaú Unibanco avançava 0,54%, a US$ 22,42.

O índice Dow Jones Brazil Titans inclui as 20 ações de empresas brasileiras de maior liquidez e capitalização de mercado negociadas na bolsa norte-americana. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.