R$ 1,57 bi

E-Investidor: Tesouro Direto atrai mais jovens e bate recorde de captação

Advogada vai pedir habeas-corpus para dona da Daslu

Os advogados da dona da butique Daslu devem entrar com pedido de habeas-corpus ainda hoje, segundo informações da advogada criminalista Joyce Roysen. Eliane Tranchesi foi presa nesta manhã, em sua casa, na zona sul de São Paulo, acusada de sonegação fiscal e contrabando, pela Polícia Federal e encaminhada à penitenciária feminina do Carandiru.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

26 de março de 2009 | 12h09

Os advogados de Eliane Tranchesi ainda não tiveram acesso à decisão da 2ª Vara de Justiça Federal de Guarulhos, que determinou o mandado de prisão, para Eliane e outras sete pessoas. Segundo nota da advogada, "embora ainda não tenhamos tido acesso ao teor da sentença, consideramos absolutamente injusta e desprovida de racionalidade a condenação de Eliana Tranchesi. Lamentamos que as pressões exercidas pela acusação desde o início do processo tenham obtido êxito em induzir um julgamento errôneo".

Ainda de acordo com a nota, os advogados lamentam que "a sentença tenha sido acompanhada de uma excêntrica ordem de prisão, providência já declarada inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal em 2003, no julgamento da Reclamação Constitucional 2391, e amparada em legislação que não seria aplicável ao caso nem mesmo em tese"

Tudo o que sabemos sobre:
Dasluprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.