Advogados podem pedir habeas-corpus para Magalhães Pinto

Os advogados Sérgio Bermudes e Nélio Machado, que cuidam da defesa do acionista majoritário e ex-presidente do Banco Nacional, Marcos Magalhães Pinto, e do ex-vice-presidente de auditoria da instituição, Nabig Antônio, interromperam agora há pouco uma reunião em que tratavam da estratégia a ser adotada durante o fim de semana e só vão retomá-la após as 19h30. Bermudes, que coordena a defesa, disse que só então será tomada a decisão de entrar ou não, ainda hoje, com um pedido de habeas-corpus para revogar a prisão dos executivos, decretada na sexta-feira. Eles estão detidos desde ontem, assim como outros seis acusados no mesmo processo. Segundo Bermudes, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) pode receber o pedido a qualquer momento, pois em casos deste porte, o presidente e o vice-presidente daquela corte se alternam para tomar as decisões. Hoje, essa função está com o ministro Nilson Neves, que é vice-presidente mas esta exercendo a presidência interinamente. Ele poderá receber o pedido a qualquer momento, mas raramente isso acontece no meio da noite.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.