bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Aécio acusa PT de não se preocupar com portos

O senador tucano Aécio Neves (MG) fez um apelo no plenário e afirmou que parlamentares da base aliada têm "temor" em relação ao Planalto. "Que temor é esse que a presidente da República impõe aos nossos pares nesta Casa?", disse, no plenário. Ele ainda acusou o PT de não se preocupar com o setor portuário. "O PT durante dez anos ignorou a situação dos portos brasileiros", afirmou.

LAÍS ALEGRETTI E RICARDO BRITO, Agencia Estado

16 de maio de 2013 | 13h53

Está no Senado o texto da Medida Provisória dos Portos (MP 595/2012), que perde a validade no fim do dia. Aécio defendeu que o marco regulatório do setor portuário não deve ser em forma de medida provisória. "O caminho correto, que respeita essa Casa e a inteligência dessa Casa é que essa matéria seja enviada ao Congresso por meio de projeto de lei, com regime de urgência. Nós não somos, por mais que alguns parlamentares da base faça parecer, uma extensão ao Palácio do Planalto", disse.

Aécio ainda provocou o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). "São poucas as oportunidades que os homens públicos têm de reconciliar-se com sua história e com sua biografia", disse, em referência à possibilidade de Renan retirar a MP dos Portos da pauta, já que há um prazo muito curto para a discussão da matéria.

Após a fala de Aécio, Renan limitou-se a dizer que é necessário que o interesse nacional se sobreponha aos demais interesses, inclusive partidários.

Tudo o que sabemos sobre:
MP dos PortosAécioPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.