Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Aécio condena pressão do governo sobre presidente da Vale

Governador diz que 'busca por investimentos é importante, mas ingerência na empresa privada não é cabível'

ALEXANDRE RODRIGUES, Agencia Estado

21 de outubro de 2009 | 11h19

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves disse nesta quarta-feira, 21, concordar que a mineradora Vale precisa aumentar seus investimentos no País, mas condenou a pressão do governo federal sobre o presidente da companhia, Roger Agnelli. "A busca de novos investimentos no Brasil é muito importante, mas a ingerência na empresa privada não é cabível", disse Aécio Neves, ao chegar à cerimônia de abertura da Feira das Américas, da Associação Brasileira de Agências de Viagem (Abav), que está sendo realizada no Riocentro.

 

Veja também:

linkLula dá trégua a Agnelli, que anuncia investimentos de US$ 12,9 bi

linkAgnelli diz que 'nem sonha' em deixar direção da Vale

O governador afirmou que tem conversado com Agnelli sobre a necessidade de que a companhia agregue valor às suas exportações e afirmou, inclusive, ver oportunidades para investimentos da companhia em siderurgia em Minas Gerais.

Tudo o que sabemos sobre:
mineraçãoValeAécio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.