Aécio confirma interesse da Cemig pela Light

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, confirmou nesta quarta-feira, durante um encontro com investidores e analistas da City londrina, que a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) está interessada na compra da Light, distribuidora de energia que atua na região metropolitana do Rio de Janeiro. "Contratamos uma consultoria, o Banco Itaú, para avaliar a viabilidade do negócio", disse Neves. Ele observou que a Cemig registra uma média de perda de energia de cerca de 8% enquanto na Light esse percentual é muito maior, de 25%. "Isso e outros fatores serão avaliados pelo estudo, que deverá ser concluído em cerca de quinze dias. Após isso teremos uma decisão final." Segundo o governador, uma eventual compra da Light se encaixa na estratégia de expansão da estatal mineira, que será intensificada nos próximos anos. Dividendos O governador mineiro anunciou também durante o evento o pagamento, aos acionistas da Cemig de dividendos extraordinários de R$ 900 milhões. Isso segundo ele, é mais uma mostra do fortalecimento financeiro da empresa, que registrou entre janeiro e setembro deste ano um lucro líquido de R$ 1,487 bilhão, um resultado 60% superior ao do mesmo período do ano passado. Neves procurou tranqüilizar aqueles investidores que temem que a Cemig continue vulnerável às futuras mudanças políticas no governo mineiro. "Estamos tomando medidas que impeçam que a troca de governo influencie a empresa, inclusive alterações estatutárias", disse. "Queremos transformar a Cemig na maior e mais importante empresa de energia da América Latina."

Agencia Estado,

02 Novembro 2005 | 21h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.