AE/Ibmec promove 29 fundos para nota A

O rating de fundo de ações, preparado pela Agência Estado em parceria com Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec) e coordenado pelo professor Antônio Zoratto Sanvicente, analisou 272 fundos no período relativo ao mês de agosto e promoveu 29 para o conceito máximo A. Do total estudado, 59 fundos receberam a nota máxima. No período relativo ao mês de julho, essa proporção era de 58 para 272. O rating AE/Ibmec atribui ratings ao prêmio e à volatilidade das carteiras. Entre as carteiras que tiveram seu conceito elevado, três saíram da nota C e as outras 26 da nota B. Foram promovidos três fundos do BCN, dois do CCF, cinco do Lloyds, dois do Safra, além de carteiras do ABN-Amro, Banestado, BEG, Fama, Icatu, Santander e Unibanco. O diretor da Fama Investimentos, Fábio Alperowitch, disse que o cenário macroeconômico é positivo para as perspectivas do mercado de capitais. Segundo ele, a Bolsa enfrentou ainda algumas dificuldades político econômicas, como a discussão em torno do FGTS e as previsões para a economia norte-americana. Alperowitch afirmou que o mercado está oferecendo boas oportunidades, mas que os investimentos devem ser analisados. Telefonia fixa O fundo de ações Fama Challenger possui atualmente um patrimônio líquido de R$ 3 milhões e acumula uma valorização de 39,64% desde o início deste ano. Segundo Alperowitch, a principal aposta do fundo no momento é em telefonia fixa. O diretor da Fama acredita que, entre as empresas atuantes neste setor, as operadoras da Telemar devem apresentar os melhores benefícios, com destaque para Telemar Minas e Telemar Maranhão. Alperowitch também aposta em Brasil Telecom. A participação das três empresas somadas responde a cerca de 23% dos recursos do Fama Challenger. Metodologia O rating AE/Ibmec analisou os fundos de ações que possuíam um patrimônio líquido superior a R$ 1 milhão em 31 de agosto. A avaliação é feita com base em uma média móvel de 24 meses, sendo que as variações mais recentes recebem peso maior. Desta foram, os últimos 20 retornos têm peso correspondente a um terço do total da série.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.