Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Aéreas têm menor número de empregados desde 1993 nos EUA

Número de trabalhadores foi reduzido para 390 mil em janeiro deste ano com série de demissões recentes

AE- Dow Jones,

17 de março de 2009 | 16h09

A série de demissões implementadas recentemente pelas empresas aéreas comerciais dos Estados Unidos reduziu o total de trabalhadores do setor para 390 mil em janeiro deste ano, o nível mais baixo desde 1993, segundo o Escritório de Estatísticas de Transportes, do Departamento do Transportes dos EUA. Os cálculos contam cada dois empregados de meio período como um empregado de tempo integral.

 

Veja também:

Caterpillar irá demitir mais 2.454 funcionários nos EUA

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise 

especialDicionário da crise  

 

As companhias empregaram 6,9% menos funcionários em janeiro deste ano, ante igual mês do ano passado, de acordo com os dados. Essa foi a sétima queda mensal consecutiva no número de empregados do setor e a maior desde dezembro de 2003.

 

As empresas aéreas estão reduzindo a capacidade conforme os consumidores diminuem seus gastos e fazem menos viagens. A Delta Air Lines, por exemplo, disse no início deste mês que vai cortar mais 10% de sua capacidade internacional, provavelmente abrindo caminho para uma nova rodada de anúncios semelhantes por parte de outras companhias.

 

Os dados oficiais informam que o número de empregados diminuiu tanto nas empresas aéreas tradicionais quanto nas empresas de baixo custo - como a AirTran Airways, controlada pela AirTran Holdings - e nas companhias regionais - como a American Eagle Airlines, da AMR Corp.

 

A quantidade de pessoas empregadas pelas sete companhias de rede - Delta Air Lines, Northwest Airlines, United Airlines, American Airlines, US Airways Group, Continental Airlines e Alaska Airlines - diminuiu 6,3% em janeiro, marcando a quinta queda consecutiva depois de 16 meses de crescimento.

 

As empresas de baixo custo empregaram 3,1% menos funcionários no primeiro mês deste ano, apesar de algumas, como a Southwest Airlines, terem registrado aumento no número de trabalhadores. As companhias regionais reduziram as vagas em 7,1%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
empregoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.