África do Sul retoma importação de carne do Brasil

A África do Sul autorizou a retomada das importações de carne bovina sem osso do Brasil, segundo informou nesta quarta-feira o secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Luiz Carlos de Oliveira. A decisão foi comunicada ao governo brasileiro e ocorreu depois que uma missão técnica de veterinários daquele país visitou as principais zonas produtoras de bovinos das regiões Sul e Centro-Oeste, no mês passado.Oliveira disse que a África do Sul também autorizou, pela primeira vez, a importação de carne suína brasileira. As exportações brasileiras de carne bovina foram suspensas pelo governo sul-africano em maio do ano passado devido ao ressurgimento da febre aftosa no Rio Grande do Sul.A Secretaria de Defesa Agropecuária do ministério vinha fazendo gestões para que as exportações de carne bovina fossem retomadas, uma vez que a doença se limitou ao Rio Grande do Sul e foi totalmente controlada. Oliveira informou que o Brasil chegou a formalizar uma reclamação contra a África do Sul junto ao Comitê da Organização Mundial do Comércio (OMC) que trata das questões sanitárias e fitossanitárias."A argumentação dos veterinários sul-africanos para barrar a carne brasileira era inconsistente. Eles não queriam autorizar nem a exportação de carne procedente de regiões reconhecidas como livres da doença pelo OIE (Comitê Internacional de Epizootias)", disse o secretário.Como resultado dessas gestões é que o governo daquele país enviou a missão veterinária no mês passado que autorizou a retomada das exportações. Em contrapartida o Brasil vai importar daquele país sêmen bovino, embriões e avestruzes.Oliveira explicou que, agora, os empresários brasileiros terão que se organizar para vender a carne bovina para a África do Sul. A autorização, no momento, é apenas para a carne desossada, que não oferece nenhum risco de contaminação pela aftosa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.