Agência chinesa vai rebaixar rating dos EUA

A agência chinesa de classificação de risco Dagong Global Credit Rating planeja rebaixar os ratings dos Estados Unidos já na próxima semana, informou a Reuters, citando o presidente da empresa, Guan Jianzhong.

Dow Jones Newswires, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2011 | 00h00

Guan afirmou que, mesmo se os legisladores americanos chegarem a um acordo sobre a elevação do teto da dívida, danos suficientes já terão sido causados para justificar um rebaixamento. "Nós vamos agir em breve, provavelmente na próxima segunda ou terça-feira", declarou Guan.

A Dagong pôs os ratings dos EUA em observação no começo do mês, depois de ter cortado a classificação de AA para A+ em novembro do ano passado. Ainda ontem, comentários agressivos da agência de notícias estatal chinesa, a Xinhua, destacaram o aumento da preocupação do maior credor dos EUA com uma possível suspensão de pagamentos da dívida americana. Artigos publicados ontem deixaram claro o dilema do governo chinês.

Em uma das declarações mais fortes sobre o assunto até agora, a Xinhua criticou os líderes dos EUA por colocarem a economia mundial sob risco ao não chegarem a um acordo. A agência exigiu que os legisladores americanos mostrem "algum senso de responsabilidade global".

De acordo com dados do Tesouro dos EUA, a China tinha US$ 1,159 trilhão em títulos americanos no fim de maio, mas analistas dizem que essa estimativa é menor do que o real. Por isso, a China estaria entre os países mais afetados por um calote dos EUA.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.