Agência de Energia aponta demanda menor por petróleo

A demanda global por petróleo está caindo em conseqüência da desaceleração no ritmo de crescimento econômico nos EUA e na China, disse a Agência Internacional de Energia (EIA, em inglês) no relatório mensal divulgado esta manhã. Pela primeira vez em mais de um ano, a EIA não revisou em alta sua projeção para demanda mundial por petróleo.No entanto, por conta de ajustes nos registros dos últimos dez anos, a estimativa de demanda global acabou ficando acima dos cálculos anteriores. Com o ajuste, a estimativa global para 2004 subiu a 82,2 milhões de barris, 2,53 milhões acima de 2003. Em 2005, a EIA prevê aumento inferior na demanda, de 1,8 milhão de barris ao dia, para 84 milhões de barris diários.A agência espera aumento menor na demanda norte-americana no terceiro trimestre, de 1%, contra elevação de 3,5% no segundo trimestre. No resto do ano, a demanda deve manter-se inalterada, projeta o EIA. Na China, a demanda deve ser cortada em mais da metade no terceiro trimestre, para 9%, de aumento de 24,6% no segundo trimestre. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.