Agência de Energia libera estoques de petróleo por economia

AIE vai libera dois milhões de barris ao dia, inicialmente ao longo de 30 dias, para suprir a escassez dos estoques provocada pela interrupção da produção na Líbia

Reuters,

23 de junho de 2011 | 12h59

Países industrializados consumidores de petróleo anunciaram nesta quinta-feira, 23, que vão liberar 60 milhões de barris de petróleo de estoques estratégicos governamentais em uma tentativa de reduzir os preços do petróleo bruto e escorar a economia global.

A Agência Internacional de Energia afirmou que liberaria dois milhões de barris ao dia, em sua maioria de petróleo bruto, inicialmente ao longo de 30 dias, para suprir a escassez dos estoques provocada pela interrupção da produção na Líbia.

Os Estados Unidos vão colaborar com metade do volume, que virá de sua reserva gigantesca de 727 milhões de barris, correspondente ao consumo de um dia e meio no país. A Europa irá colaborar com 30% e o restante virá de Austrália, Japão, Coréia e Nova Zelândia.

O anúncio foi feito após a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) falhar em sua tentativa de elevar a produção em um encontro em 8 de junho e mesmo com garantias da Arábia Saudita, maior membro da Opep, de que o país aumentaria o fornecimento unilateralmente.

A Líbia, membro da Opep, exportava cerca de 1,2 milhão de barris por dia antes da rebelião que paralisou a produção da indústria de petróleo.

"A interrupção no fornecimento tem ocorrido há algum tempo e seu efeito tornou-se mais pronunciado com a continuidade do conflito", disse a agência. A Líbia deve ficar fora do mercado pelo restante de 2011, afirmou.

(Reportagem adicional de Amena Bakr, Alex Lawler, Barbara Lewis, Salem Gebrekidan, Antonita Devotta)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSPETROLEOESTOQUES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.